27 de mar de 2008

PGQP? Puta que pariu, que merda!


Tia Yeda que não ouviu nada, não viu nada e não sabe de nada!

A Governadora Yeda Crusius acumula um rol de adjetivos que fazem a alegria dos chargistas locais. Yeda disse no início de seu governo que “seus quatro anos não serão um tédio” sendo esta uma das poucas afirmações sérias da Governadora.

No depoimento à CPI do Detran, Flávio Vaz Neto acrescentou mais dois adjetivos: o de desleal e covarde! E Yeda demonstra covardia ao fazer turismo no Canadá acompanhada da porta-voz oficial à tira-colo Rosane de Oliveira, enquanto a CPI do DETRAN entra em chamas!

Mentirosa, arrogante e alucinada. Além dos já conhecidos Yeda – “a honesta”, Rainha das pantalhas, Rainha dos eucaliptos, Princesa de Aracruz, Catifunda, a "Imperatriz", a "Cabeluda", a "Dona do Palácio" e o “novo jeito de governar”, entre outros. É certo que muito antes do que se espera, outros tantos serão incorporados ao seu curriculum.

Quanto às mentiras de campanha da Governadora, está ai o YouTube que não deixa mentir.

As palavras ética e moral, muito usadas nos discursos na FARSUL, FEDERASUL, FIERGS e pelo Grupo RBS, estão desgastadas e descoladas de seu real significado!

É curioso que seus apoiadores silenciem diante da capitulação dos argumentos e objetivos de campanha eleitoral, e seria salutar que cobrassem publicamente do governo tucano justamente sobre os aspectos éticos e morais no processo eleitoral que elegeu Yeda Crusius.

Caso contrário, ficará a impressão de que o discurso é um, mas a prática é outra, e que os integrantes destas associações empresariais querem que sua ideologia vença, custe o que custar; mesmo que se tenha que desviar recursos públicos ou roubar. Como bem sabemos são todos “gente de bem”, figuram em colunas sociais, passam as festas em Punta, Gramado e são chamados de "figurões" pelo picareta-mor da mídia local, sr.Lasier Martins, quando estes são pegos com a boca na botija!

Dos partidos apoiadores nada se espera, já estão que atolados até os bigodes no lodaçal da Máfia do DETRAN, inclusive o PP de Otávio Germano, que não consta na lista de doadores de Yeda Crusius. Pelo menos na lista oficial!

Uma curiosidade: os maiores investidores da iniciativa privada no novo jeito Yeda Rorato Crusius de governar foram:

COPESUL CIA. PETROQUIM. DO SUL 550.000,00
GERDAU AÇOS LONGOS S/A 500.000,00
BANCO ITAÚ S.A. 300.000,00
IPIRANGA PETROQUÍMICA S/A. 300.000,00
ARACRUZ CELULOSE S/A. 281.557,45
BRASKEM LTDA. 200.000,00
IND. COSMET. COPER LTDA. 200.000,00
VOTORANTIN PAPEL E CELULOSE LTDA. 200.000,00
CIA ZAFFARI COMÉRCIO E INDÚSTRIA. 105.000,00
ENGEVIX ENG. S/A. 100.000,00
PRIMO SCHINCARIOL INDUSTRIA DE CERVEJAS E REF S/A. 100.000,00
FRATELLI VITA BEBIDAS S. A. 100.000,00
VONPAR REFR. S/A. 100.000,00
DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS DE PETROLEO IPIRANGA S.A. 100.000,00
CALÇADOS AZALÉIA S/A. 100.000,00


Total: 3.924.557,45 que equivale 63% do total das doações "contabilizadas". São doadores de peso, que investem e querem retorno!

Estes investiram mais de R$100.000,00, individualmente. Como são empresas de alto desempenho e provavelmente integradas ao PGQP de Jorge Guerdau, deve-se perguntar o que pensam sobre falta de decência dessa gente que fraudou o DETRAN, pois estes deram sustentação política e financeira à eleição do governo tucano. A Fraude do DETRAN-RS será um exemplo de PGQP?

PGQP

A Missão: Promover a competitividade do estado para melhoria da qualidade de vida das pessoas através da busca da excelência em gestão com foco na sustentabilidade.

A Visão: Ser referência mundial na promoção da qualidade e gestão para a competitividade da sua região.

A Meta: Ser o melhor Estado do País em Competitividade e Qualidade de Vida, segundo os indicadores do WEF e do IDH, até o ano de 2010.

>Veja mais o que é PGQP.

Se PGQP na política é apoiar governos de procedimentos duvidosos, o PGQP é uma bosta!
Acho bom seu
Jorge Gerdau Johannpeter rever seus conceitos e começar a se explicar, pois quem cala consente!

-----------------------------

O Tribunal Eleitoral não tem nada a investigar? Em um dos depoimentos, foi afirmado que houve distribuição de dinheiro para partidos! No jornal O Timoneiro de Canoas vem a afirmação de que Fraude no Detran pode ter abastecido campanha em Canoas. Ronqueti é do PSDB, partido da Governadora e que teve Lair Fest como aquele que resolvia tudo em matéria de dinheiro!

Isso é que é PGQP da roubalheira, só não foi com Grau Diamante pois foram pegos.

25 de mar de 2008

A hipocrisia da RBS tem que ter fim!


O selo acima é do blog do Kaiser (http://blogdokayser.blogspot.com/)

Mais uma vez cruzei com um carro da RBS em alta velocidade, subindo a Correa Lima, no Morro Santa Teresa em Porto Alegre. É próprio dessa empresa pautar a casa dos outros, enquanto na sua os olhos são moucos já que mais parece a casada mãe Joana.

Vou tentar achar aquele famoso “como estou dirigindo? Ligue nnnn-nnnn”. Como normalmente estou dirigindo, sempre esqueço o número da placa, mas aguardem.

Na próxima vez, o número estará estampado neste blog.

RBS/ZH mentem!

Yeda e o ïnstrumento voador".


Charge de Eugênio Neves. ( http://dialogico.blogspot.com/ )

24 de mar de 2008

Alberto Dines reduzido à sua mediocridade!


O Observatório da Imprensa, que deveria questionar justamente sobre o que os donos de jornais mais defendem, a liberdade de imprensa, surpreende ao não questionar a saida de Paulo Henrique Amorim do IG.
Tal atitude reduz o sr. Alberto Dines a uma mediocridade e covardia incompatíveis a esse portal que se propões justamente discutir a imprensa.
Nunca mais vou ler o Observatório de Imprensa do mesmo jeito, parafraseando o lema deste monocular observatório.

20 de mar de 2008

Alguém me perguntou o que é Duhring-Brocq.


Transcrevo integralmente do portal ACELBRA: Dermatite Herpetiforme

Pode ser considerada uma variante da Doença Celíaca, onde o paciente apresenta lesões de pele pruriginosas apresentando também intolerância permanente ao glúten.

A Dermatite Herpetiforme , ou doença de Duhring-Brocq, é uma doença cutânea crônica e benigna que se caracteriza por uma sensação de queimadura intensa e coceira.

Crença : A Doença Celíaca e a Dermatite Herpetiforme não têm ligação uma com a outra.

Realidade : Os pacientes com Dermatite Herpetiforme podem apresentar sinais ou sintomas da Doença Celíaca ou não , mas podem apresentar uma biópsia intestinal positiva.

Uma dieta sem glúten pode ajudar a controlar a presença de erupções cutâneas presentes na Dermatite Herpetiforme.

Causas : Os fatores genéticos, o sistema imunológico e a sensibilidade ao glúten exercem um papel importante nesta doença. Porém a verdadeira causa ainda é desconhecida.

Incidência : A Dermatite Herpetiforme atinge tanto mulheres quanto homens, na proporção de uma pessoa em cada 100.000. Ela é mais comum em brancos do que em negros e rara na população japonesa. Ela inicia seu aparecimento com maior freqüência no fim das segundas e quartas décadas de vida.

Características : Cada nova lesão é avermelhada, saliente, mede habitualmente menos de um centímetro de diâmetro e contém uma vesícula ou bolha. Porém, se a lesão for coçada, uma crosta aparecerá na sua superfície. Além disso, a sensação de queimadura ou picada é diferente de uma coceira comum e pode ser sentida de 8 a 12 horas antes do aparecimento da lesão.

Regiões Afetadas : As regiões mais afetadas do corpo são os cotovelos, os joelhos, a nuca, o couro cabeludo, a parte superior das costas e as nádegas. O rosto e a borda dos cabelos podem também ser atingidos. O interior da boca é raramente afetado. As coceiras têm uma distribuição uniforme.

Diagnóstico : O diagnóstico é feito por biópsia de pele retirada próxima de uma lesão.

Anomalias Intestinais Associadas : A Biópsia do Intestino Delgado de um indivíduo portador da Dermatite Herpetiforme pode revelar alterações ou danos intestinais similares aos indivíduos atingidos pela Doença Celíaca (Enteropatia ao Glúten). Porém, estes danos e sintomas são geralmente menores nos portadores da Dermatite Herpetiforme que nos indivíduos portadores da Doença Celíaca. Os portadores de Dermatite Herpetiforme normalmente não apresentam distúrbios intestinais. Uma porcentagem porém, sofre de diarréias, "barriga d’agua", evacuação intensa ou câimbras intestinais. Caso os intestinos são fortemente atingidos, os indivíduos portadores da Dermatite Herpetiforme podem apresentar sinais de subnutrição.

Outros Sintomas Associados : Encontra-se uma incidência cada vez maior de: Anemias perniciosas (deficiência em vitamina B12) , doenças ligadas à tireóide, e Linfomas intestinais.

Tratamento : Trata-se a doença com uso de medicamentos e de um regime alimentar.

Medicamentos : Sulfonas. A resposta é espantosa. Em menos de 24 a 48 horas, a sensação de queimadura diminui e as coceiras começam a desaparecer. O objetivo é de administrar a menor dose possível suscetível de controlar as coceiras e sensações de queimadura. Este medicamento não faz nenhum efeito sobre as anomalias intestinais.

Regime Alimentar : Dieta isenta de glúten. A eliminação da ingestão do trigo, centeio, cevada, aveia e seus derivados, resulta em :

- Desaparecimento do ataque intestinal.
- Melhora da condição cutânea.
- Redução ou mesmo eliminação da necessidade de Sulfonas para controle das erupções cutâneas.
- Diminuição do risco de câncer.

Porém, não há cura. Mais pesquisas serão necessárias antes de se poder responder a todas as questões sobre as causas da Dermatite Herpetiforme e do elo existente entre as anomalias cutâneas e intestinais. Fonte
http://www.acelbra.org.br/
.......................................................................................................................................
No meu caso e "curiosamente" concomitante às primeiras manifestações da doença, hove manifestações de uma completa intolerãncia ao Grupo RBS. CURIOSAMENTE, no período do diagnóstico após ter sido virado ao avesso, cancelei a assinatura do jornal Zero Hora, o famigerado jornaleco da Azenha.

A intolerância ao Glútem não tem cura, mas tem tratamento. Não ingerir NADA derivado da sigla TACC (trigo, aveia, centeio e cevada). Isso inclui massas, pães, cerveja, whiski e uma infinidade de outros ítens que é inimaginável que esteja lá escondidinho.
A intolerância aos veículos PIG da RBS também não tem cura, porém o tratamento tornará sua vida e o mundo muito melhor:o cancelamento de tudo o que resulte em renda daquele lixo de grupo econômico. O Grupo RBS, nunca será a "fonte da informação", talvez em Marte, Jupter! Falar de RBS e qualidade da informação é querer dizer que água e gasolina se misturam, o que é impossível.
Como no caso do Glútem a intolerância ao Grupo RBS é um problema genético.

China, sonho dos liberais!


Sempre é interessante observar o silêncio dos articulistas dos jornalões sobre determinados fatos e especialmente em determinados enfoques.

O baluarte do crescimento econômico, exemplo de qualquer mesa sobre economia e das boas práticas liberais que incessantemente somos submetidos é a China. Na melhor das hipóteses os cenários mostrados atinge 1/5 de sua população. No resto o pau come solto.

Sonho de nossos liberais. Uma democracia econômica e ditadura política e social!

Poderiamos fazer uma vaquinha e mandá-los para lá com passagem só de ida, com uma bagagem extra: uma suficiente reserva de balas, caso saiam da linha, pois inevitável acontecerá!

Na China, quem sai da linha é fuzilado e a bala é cobrada da família!

O Sr.Rogério Mendelski poderia reivindicar o memos procedimento para os julgados culpados no caso do roubo do dinheiro dos contribuintes no recente Escândalo do Detran!

É hoje e estaremos lá!

19 de mar de 2008

Anônimo disse...


Mas como babam ! só há petistas neste blog ? Pelo amor de Deus chama o Pont para ele escrever. Falar nao que é dose. Realmente gostammos o do Zé Dirceu. Que cara, meu ! Precisa ver o uisque que ele toma. Cara ,ó homem é violento. Ensinou os cabeça de bagre a "afanar" na categoria mas quem nunca comeu melado se lambuza. Abração Pt.
Reaposta ao anônimo no post "Rogério Mendelski no Correio do Povo..."de 12/08/2007

Caro anônimo
Tinha esquecido de você! Parece que eu estava esperando os escândalos do Macalão e da Máfia do Detran. Troquei de Notebook e perdi alguma informação. Mas vamos lá!

Em primeiro lugar te informo que NÃO GOSTO DO DIRCEU . (PONTO)
Se ele bebe WHISKY, não é o único que gosta de tal bebida. Eu,além de ser portador da doença de Duhring-Brocq*, NÃO SUPORTO WHISKY. Conheço um dirigente rural com cara de suíno que, quando Olívio Dutra era Governador, tal dirigente foi alavancado por seguranças para fora do PIRATINI, pois o sujeito estava alcoolizado. Certamente não era por cachaça!

O PT tem uma ala transgênica sim, que deveria estar na cadeia, mas como os últimos de uma longa fila de candidatos ao xadrez. Aquela conversa para boi dormir,do Berzoini, de cortar na própria carne etc e tal era pra inglês ver.

Mas não temo em dizer que a turma envolvida com o escândalo do que o PIG denominou Mensalão, foi coisa de principiantes. De gente que passou pra trás companheiros do mesmo partido, mas de amadores.

Compraram apoio para o governo neste sistema político que elege mas faz o favor de não dar maioria na Câmara e no Senado. É um convite à corrupção e à compra de políticos no bolicho da esquina.

Foi exatamente o que foi feito no Mensalão. Imaginavam que as oligarquias iriam admitir o uso de mecanismo de perpetuação no poder que elas sempre utilizaram? Era exclusividade delas, com respaldo de empresários que pelo visto admitem esse tipo de sacanagem como um efeito colateral; desde que continuem com suas vantagens.

Sabemos também que existem partidos com mais canalhas que os outros. Certamente o PT não está entre os primeiros colocados.

Quanto a Rogério Mendeslki, tenho a dizer o seguinte: nada contra o indivíduo
ou sua vida particular, que por sinal tem um bom gosto musical. O problema são "as tais mentiras que repetidas 1000 vezes se tornam verdades" e suas posições políticas ideológicas reacionárias que chegam aos nossos ouvidos como se fossem punhais.

Aquela representação gráfica de Mendelski é perfeita e achei-a no ORKUT. Realmente acredito que o conteúdo cerebral é aquele mesmo, com um pequeno detalhe, na figura não há possibilidade de se expressar o mau cheiro!

Basta perguntar para qualquer professora do estado, qual é a sua opinião sobre o referido articulista de direita!

Um órgão de imprensa que contrata uma nulidade daquelas como um jornalista e diz que tem credibilidade, por favor, vamos nos respeitar!

Quanto a “afanar”, sinto em dizer que o PT usou dinheiro de caixa dois que suspeito ser parte do que Daniel Dantas, o orelhudo, usava para financiar FHC!

Mas por aqui parece que a putaria foi pior. Macalão, é o mordomo do crime e está levando a culpa pelo escândalo dos selos. Só o Lasier Martins e a Rosane de Oliveira para fazer acreditar os asnos que vivem ao sul do Mampituba, que foi coisa só do Macalão!

No caso da Máfia do Detran, ai sim meu filho, foi roubo de dinheiro mesmo! Atolaram o pé na jaca! E parece que têm digitais que combinam com as das vidraças do Piratini!

De Eugênio Neves...


Portal ZeroFora, página contra a RBS coloca no ar a informação sobre a saída do Conversa Afiada do IG!


O Portal Zero Fora, conhecida página de protesto contra o Grupo RBS, coloca a informação da saída do Converasa Afiada de Paulo Henrique Amorin, do IG.
A própria página Zero Fora está armazenada no IG.

Consolidem alternativas na internet antes que grandes grupos fechem as portas, diz Paulo Henrique Amorim

Publicado: 18/03/2008 - 20:08
Por: CUT

Transformar os veículos de comunicação existentes na internet em meios de forte capacidade para influenciar a opinião pública deve ser um processo rápido. "Em breve, os grandes grupos empresariais tomarão tudo. Mas ainda há um espectro na internet à disposição para consolidar grandes portais alternativos", afirmou o jornalista de TV e blogueiro Paulo Henrique Amorim, durante o debate "O papel dos meios de comunicação alternativos na formação e transformação social", realizado na noite da última segunda-feira na sede nacional da CUT. O debate acompanhou o lançamento da primeira edição do Jornal da CUT.

Ao falar em espectro, Paulo Henrique não se referia à existência de espaço físico na rede mundial de computadores, mas à possibilidade de popularizar páginas virtuais antes que a máquina da indústria do entretenimento e do jornalismo político-partidário sufoque as tentativas. A análise parecia antever que o IG o demitiria no final da tarde desta terça, retirando o blog Conversa Afiada do ar. O Conversa Afiada tinha audiência de 30 mil leitores por dia e mais de 160 mil page views. Nele, o jornalista atacava com veemência a grande mídia e defendia a democratização da comunicação. Veja comentário do presidente da CUT Artur Henrique à demissão do jornalista ao final deste texto.

O debate - No debate da noite de segunda, o jornalista destacou que, por seu baixo custo e amplo alcance, a internet deve ser prioridade para todo o movimento social que quiser construir meios de comunicação alternativos. "Precisamos meditar sobre o uso dos parcos recursos existentes para a construção de uma mídia alternativa", afirmou Paulo Henrique durante o debate.

Artur Henrique, presidente da CUT, dividiu o debate com o jornalista. Em sua fala inicial, Artur lembrou o boicote sistemático dos grandes veículos de comunicação a mobilizações da CUT e dos movimentos sociais. "No ano passado, fizemos manifestações nacionais, na rua, contra a Emenda 3. Em 15 de agosto, reunimos mais de 20 mil militantes no Dia Nacional de Mobilização da CUT. Pouco depois, aproximadamente 50 mil mulheres fizeram a Marcha das Margaridas. No final do ano, houve ainda a 4a Marcha Nacional da Classe Trabalhadora. O espaço que a imprensa deu foi muito pequeno. Mas se tivéssemos reunido 30, 50 pessoas na praça para reclamar do Lula, certamente ganharíamos a capa", disse.

"Essa discriminação nos dá a medida da importância de buscarmos novos meios de comunicação alternativos que possam fazer frente à disputa de hegemonia, principalmente, com esses grandes veículos de comunicação. Este jornal que estamos lançando é parte dessa busca", completou Artur.

Rosane Bertotti, secretária nacional de Comunicação da CUT, mediou o debate. "Este encontro coroa a primeira edição de nosso novo jornal, lançado no ano em que a CUT completa 25 anos e a imprensa sindical comemora seu centenário. A CUT, após anos sem ter um jornal impresso próprio, lança agora esta publicação, que chega como parte de uma nova estratégia de comunicação cutista, tendo em sua essência o conceito de formação de redes. O jornal é um dos elementos dessa estratégia – cujo fator primordial é a integração dos meios – o Portal do Mundo do Trabalho, e a radioweb (rádio transmitida via internet), que em breve lançaremos.

O apresentador da TV Record e coordenador do blog Conversa Afiada destacou a importância de veículos impressos – classificou o Jornal da CUT e a iminente chegada da Revista do Brasil às bancas como "notícias alvissareiras", mas apontou o noticiário virtual e iniciativas como o Portal do Mundo do Trabalho como um salto tecnológico que deve integrar as mídias e que pode, desde já, promover a democratização dos meios de comunicação.

P.I.G. – Parte da fala de Paulo Henrique Amorim foi reservada a ataques contra a concentração da mídia em poucos grupos empresariais e a constante perseguição a quaisquer projetos que apontem para maior inclusão social. "O golpismo é uma tradição da imprensa brasileira. Getúlio Vargas deu um tiro no peito após a avalanche golpista do Assis Chateaubriand, do Roberto Marinho e do Carlos Lacerda. Uma vez entrevistei o Juscelino Kubitscheck, para a Veja, quando era dirigida pelo Mino Carta, e ele me disse que uma das principais razões para a mudança da sede do governo para Brasília foi o fato de ele não suportar mais chegar à ala residencial do Palácio do Catete e ouvir o Carlos Lacerda na rádio Globo, todos os dias, pedindo o impeachment", contou o jornalista.

Listou ainda a queda de João Goulart e o "processo de destruição sistemática da imagem do Rio de Janeiro pelas Organizações Globo para atingir Leonel Brizola. Forjaram um estereótipo do Rio que não é verdadeiro e que até hoje prejudica sua população". Por essas e outras razões, Paulo Henrique passou a utilizar a expressão PIG (Partido da Imprensa Golpista), formulada pelo deputado Fernando Ferro (PT-PE).

Após a fala do jornalista, foi aberta a participação aos presentes. Muitas críticas foram dirigidas à política de comunicação do governo federal – especialmente ao destino majoritário das verbas publicitárias para veículos que o atacam sistematicamente. Na coordenação da mesa, Rosane Bertotti destacou, em comentário sobre as perguntas, que os movimentos sociais têm lutado para construir uma Conferência Nacional de Comunicação, instrumento que poderia formular propostas políticas públicas de comunicação.

O jornalista comentou que não acredita que este ou os governos que o sucederão enfrentem os grandes meios de comunicação. Sobre a divisão do bolo publicitário, Paulo Henrique arrematou: "Esqueçam o governo. Metam o pé na porta e construam uma política de comunicação alternativa com o que têm".

O debate reuniu aproximadamente 200 pessoas – dirigentes, militantes, parlamentares, estudantes de comunicação, assessores e jornalistas sindicais.

Veja a seguir o comentário de Artur Henrique sobre a demissão de Paulo Henrique Amorim:

"A notícia de que o portal IG rescindiu o contrato do jornalista Paulo Henrique Amorim e tirou do ar o blog Conversa Afiada é péssima. Deixa-nos indignados, mas não nos surpreende. Faz parte de um processo de emburrecimento dos meios de comunicação, obcecados por criticar a qualquer preço iniciativas de desenvolvimento nacionalista e propostas de inclusão social. No afã de manipular e boicotar, a grande mídia não consegue conviver com opiniões que vão além do pretenso pensamento único.

Com dose incomum de independência, Paulo Henrique Amorim tem denunciado o chamado PIG (Partido da Imprensa Golpista) e rastreado suas incoerências.

Quem perde com a demissão é o IG. Temos certeza de que em breve o blog Conversa Afiada estará hospedado em novo endereço. E com mais leitores."
http://www.cut.org.br/site/start.cut?infoid=16946&sid=6

IG tira Conversa Afiada do ar.


Portal Conversa Afiada, de Paulo Henrique Amorin, tirado do ar pelo IG. O "Conversa Afiada" lidera a votação do prêmio Ibest, promovido pelo próprio IG, na categoria Cidadania, sites de política.

O novo endereço da página é: http://www.paulohenriqueamorim.com.br

Seria a mão invisível de Daniel Dantas - orelhudo, José Serra - o presidente eleito, ou de FHC -O Farol de Alexandria?

É bom começarmos a criar vergonha na cara!


Vista aérea de Maceió - Foto de Walter Karwatzki

A imprensa gaúcha é preconceituosa sempre desdenhou o Nordeste do Brasil. Pois Alagoas, Terra dos Marechais, de Zumbi dos Palmares, de Graciliano Ramos, de Jorge de Lima, de Aurélio Buarque de Holanda, de Pontes de Miranda, de Zagalo, de Hermeto Paschoal, de Cacá Diégues, da Mestra Virgínia de Moraes, Hekel Tavares e Nise da Silveira, dá o tom e pede passagem. Alagoas afasta de suas funções dez Deputados estaduais por ROUBO DE DINHEIRO PÚBLICO!

O RS, recentemente produziu dois escândalos de fazer inveja à turma que assassinou PC Farias.
O Escândalo dos Selos, que os caciques das oligarquias locais mancomunadas com a imprensa PIG* gaudéria, insistem em nos fazer crer que o único culpado foi o "mordomo".

Há um fedor vindo por debaixo tapete e um silêncio tumular do tipo não vi nada, não sei de nada e nunca ouvi nada. Rosane de Oliveira e Lasier Martins, porta-vozes do Governo do Estado e conseqüentemente da tia Yeda – a honesta, contrariamente ao que dizem, parecem concordar! O problema é o mordomo!

Vamos ver se no escândalo da máfia do DETRAN RS, o Rio Grande do Sul tenta seguir o exemplo, pois nossa auto-estima está a algum tempo abaixo do cu do cachorro!

..................................

O Desembargador Sapucaia afasta do mandato dez deputados estaduais

Decisão também inclui bloqueio de bens e afastamento de servidores irregulares

Valdete Calheirosa
Repórter

O desembargador Antonio Sapucaia decidiu ontem afastar, de imediato, dos cargos de deputado estadual dez parlamentares indiciados pela Polícia Federal na Operação Taturana, que apura desvio de recursos na folha de pagamento da Assembléia Legislativa.
Com a decisão, os deputados Antonio Albuquerque (DEM), Cícero Amélio (PMN), Nelito Gomes de Barros (PMN), Edival Gaia Filho (PSDB), Maurício Tavares (PTB) e Dudu Albuquerque (PSB), Isnaldo Bulhões Júnior (PMN), Cícero Ferro (PMN) e Arthur Lira (PMN) ficam afastados do mandato até o término da fase de instrução do processo, mas vão continuar recebendo o salário. Também atingido pela decisão de Sapucaia, o deputado Antônio Holanda Júnior (PTdoB) já estava cassado por decisão do Tribunal Regional Eleitoral. Outros dois deputados estaduais indiciados na Operação Taturana não foram afastados porque o indiciamento ocorreu depois da ação cautelar interposta pelo Ministério Público.

http://www.ojornal-al.com.br/

18 de mar de 2008

Quem são os apoiadores do jeitoPolíbio Braga de ser?

1-Banrisul
2-Simers
3-Compania Carris de Porto Alegre
4-Getmax computadores
5-CREMERS
6-Assembléia Legislativa
7-Aracruz Celulose
8-Prefeitura de Canoas

Cabe lamentar que estas entidades sejam apoidoras de um portal tão preconceituose e reacionário. Provavelmente por serem iguais ou se completarem, pois não posso crer que seja pela qualidade de suas idéias!
http://www.polibiobraga.com.br/

Políbio, Óh Praga!


Um dos representantes da oligarquia gaúcha, Políbio Braga, em seu portal finalmente comenta sobre a Operação Rodin e sugere como se tudo não passasse de um saco de maldades, construído pela PF e o PT. Bem, do seu Políbio não esperava outra coisa!

Para Políbio não foram os indiciados que cometeram maldades, roubando dinheiro público, mas a Operação Rodin que pegou a turma apoiada por ele, na moita.

Leia e acredite se puder que esse troço seja um jornalista:

http://www.polibiobraga.com.br/

“Foi aberto o saco de maldades da Operação Rodin.

Ao abrir o saco de maldades da Operação Rodin, a CPI do Detran permitirá que o PT pratique seu esporte favorito na Assembléia, que é buscar evidências existentes e inexistentes para assassinar reputações.

O PT e seus aliados querem sangrar PSDB, PP, PMDB e PDT, todos de uma só vez, mas os quatro Partidos, ao fornecerem maioria nesta segunda-feira para a requisição do inquérito entregue em Santa Maria, fêz-se de cego e surdo. Não há boa intenção nas investigações em curso, mas apenas apetite eleitoral insatisfeito.

Melhor anda Lula nas CPIs das ONGs e dos Cartões Corporativos, porque nos dois casos a oposição não consegue sequer aprovar votos de bom dia quando – e se – as sessões são abertas.

Lula tem melhor instinto de sobrevivência do que PSDB, PP, PMDB e PDT do RS. Saiba como votaram os deputados (PMDB, DEM, PPS e PTB são da base governista): A favor - A favor: Alexandre Postal (PMDB), Fabiano Pereira (PT) , Gerson Burmann (PDT) , Marquinho Lang (DEM) , Paulo Azeredo (PDT) , Stela Farias (PT), Carlos Gomes (PPS), Cassiá Carpes (PTB) . Contra- Adilson Troca (PSDB) , Marco Peixoto (PP) , Gilberto Capoani (PMDB) , Pedro Westphalen (PP).

Os deputados Postal, Carlos Gomes e Cassiá Carpes surpreenderam mais uma vez a base aliada, porque votaram contra a orientação do governo, deixando-o vulnerável aos ataques da oposição, porque os deputados sabem que o objetivo do PT é desembarcar no gabinete da governadora Yeda Crusius.”

....................................

Quem não deve, nada tem a temer!

Um mito que faz mal ao estado.


"As algemas da Operação Rodin
...

A sobrevida da imagem de idoneidade dos políticos gaúchos depende diretamente da evolução das investigações. Se os acusados forem presos e julgados, tendo seus bens confiscados para ressarcir os cofres públicos, existe a possibilidade de seguir o mito. Caso contrário, não haverá operação de propaganda que limpe tanta lama."
Leia o artigo aqui.
..............................

A construção desse mito, idoneidade, politização, etc, dos gaúchos, sempre me deixou com uma pulga atrás da orelha. Do tamanho de uma tartaruga! Fico feliz pela descoberta do que já se sabia. Que temos nestes pagos um número infindável de canalhas e falcatruas, como em qualquer estado brasileiro, do Oiapoque ao Chuí.

Fica a impressão que eles têm algo a esconder!


O defensor da ordem, moral e bons costumes dos gaúchos desinformados, Lasier Martins*, disse no Jornal do Almoço de hoje, 18/03/2008 , que os integrantes da CPI do DETRAN deveriam ter estudado mais sobre o assunto ... Para que não fossem enrolados pelo depoente de ontem, o indiciado pela Polícia Federal Carlos Ubiratan dos Santos. Bom para Carlos Ubiratan, para o Governo Yeda e sua de empresa porta-voz, Grupo RBS.

Lasier deveria ter dado qualquer tipo de recado, menos este. Os deputados integrantes do PSDB e da base aliada do Governo Yeda Crusius e que representam o ideário político do dono da empresa (Sr.Nelson Sirotski) que ele, Lasier Martins, trabalha, fizeram de tudo para impedir uma solicitação básica, de que a CPI tivesse acesso ao relatório entregue pela PF à Justiça Federal, antecipadamente ao depoimento de Ubiratan. O estudo antecipado poderia, então, desqualificar as respostas do indiciado que, aliás, é o mote da CPI.

Quem não te conhece, que te compre Lasier!

*Lasier Martins é sobrevivente de um rumoroso atentado praticado por uma quadrilha de uvas assassinas, na Festa da Uva em Caxias do Sul.

Políticos aliados de Yeda Crusius acusados de crime organizado e formação de quadrilha


Polícia Federal indicia 39 pessoas no RS, acusadas de integrar uma quadrilha que roubou R$ 40 milhões do Detran. Entre os envolvidos, está um dos coordenadores da campanha de Yeda Crusius (PSDB) e figuras importantes de seu governo. Ex-secretário de Segurança do governo Rigotto (PMDB) é acusado por delegado de chefiar quadrilha. PORTO ALEGRE - A governadora Yeda Crusius tem motivos para se preocupar. Um de seus coordenadores de campanha, nas eleições de 2006, o empresário e lobista Lair Ferst, é um dos principais nomes citados no inquérito da Polícia Federal sobre as fraudes no Detran. "Quadrilha criminosa. Crime organizado. Corrupção de agentes públicos com metas empresariais". Essas foram algumas das expressões utilizadas pelo superintendente da Polícia Federal, Ildo Gasparetto, para descrever os crimes praticados no órgão.
Leia na íntegra aqui!

Imprensa nacional, leia-se PIG.


“Esses dias eu recebi aqui o ex-presidente de Portugal, Mário Soares. Ele veio aqui, como jornalista, fazer uma entrevista para a TV Pública de Portugal. Ao se sentar, no meu gabinete, ele falou assim para mim: ‘Presidente, eu não estou entendendo. Eu leio a imprensa estrangeira e vejo que o Brasil está muito bem, eu converso com empresários estrangeiros e vejo que a economia brasileira está muito bem. Mas quando eu leio a imprensa brasileira eu penso que o Brasil acabou, parece que acabou o Brasil’. Ele foi conversar com algumas pessoas de oposição. Ele falou: ‘Presidente, eu não acredito. O que as pessoas disseram para mim não é a realidade’. Até porque Portugal tem muitos investimentos no Brasil e ele conversa com os empresários portugueses. Quando chegou em Portugal ele escreveu um artigo muito importante, numa entrevista, vendo o que estava acontecendo no Brasil.”
Vele a pena ler na íntegra.
Conversa Afiada.

*PIG-Partido da Imprensa Golpista.

Esquecem que há um relatório na PF!


O depoimento de Carlos Ubiratan dos Santos tenta passar a impressão que os integrantes da Polícia Federal estavam sob efeito de alucinógenos ao fornecer as denúncias da máfia do DETRAN. Alguns esquecem que há um relatório com toneladas de documentos e gravações telefônicas, havendo inclusive vídeos, entregue à Justiça Federal. Não importa o resultado da CPI, as implicações processuais na Justiça Federal seguirão seu curso.
É importante que a CPI dê visibilidade legal e política para que correções de conduta sejam feitas pelo Governo do Estado, varrendo da vida pública os maus procedimentos políticos que, imbecilmente, declamava-se em prosa e verso que por aqui não existiam.
Pode até ser que a tropa de choque da governadora Yeda Crusius inviabilize a CPI, como foi claramente feito na CPI dos Pedágios, mas isso não deverá interferir nos desdobramentos na Justiça Federal. Cairá a máscara de todos envolvidos, inclusive do grupo Porta Voz do Governo do Estado que é a RBS, que mais uma vez fará de conta que nada houve; movidos pelo bom andamento de seus negócios e de seus anunciantes.
E a informação que se lixe, junto com a população!
Ubiratan não viu nada, não ouviu nada e não sabia de nada.

Culpa do PT do Olívio e do Lula, como bem sabemos!

17 de mar de 2008

O lixo que o prefeito não vê!


Nada que uma tele-zoom não capture. Esta foto somente sofreu a retirada de detalhes para não ser identificado o local, sendo substituido por preto. Foi tomada de um prédio, durante um evento em que o Prefeito Fumaça participou em 2007. O que o fotógrafo fez foi posicionar-se em ângulo conveniente e esperar o Prefeito passar. A rua estava infestada de lixo, que não era do evento.
Hoje para onde vai o prefeito e com uma conveniente antecedência, é retirada toda a sujeira.

E aí prefeito e o lixo? Hã? Lixo, que lixo?

Dossiê Veja.



"O maior fenômeno de anti-jornalismo dos últimos anos foi o que ocorreu com a revista Veja. Gradativamente, o maior semanário brasileiro foi se transformando em um pasquim sem compromisso com o jornalismo, recorrendo a ataques desqualificadores contra quem atravessasse seu caminho, envolvendo-se em guerras comerciais e aceitando que suas páginas e sites abrigassem matérias e colunas do mais puro esgoto jornalístico.

Para entender o que se passou com a revista nesse período, é necessário juntar um conjunto de peças.

O primeiro conjunto são as mudanças estruturais que a mídia vem atravessando em todo mundo."

Por Luis Nassif

Leia na íntegra aqui.

Que Deus nos livre de um segundo mandato de Fogaça e sua turma!


O Deputado Mendes Ribeiro Filho, disse hoje em programa na Rádio Guaiba, que o Prefeito Fogaça, também conhecido como Fumaça, está presente na memória em todos os Bairros. O Dep. parece ter esquecido de dizer que o lixo também.
A Prefeitura do seu Fumaça é uma vergonha. Fogaça está na memória associado ao lixo, à escuridão, às praças sujas, aos buracos nas ruas, só pra começar.
Essa prefeitura é uma fraude .

Leia o Diário Gauche.


"Uma comparação leviana

Recebo do jornalista Rui Martins, de Berna (Suíça), este artigo contestando Elio Gaspari.
Desta vez, o que me chamou a atenção foi um texto distribuído pela Internet para emigrantes brasileiros na Suíça e Alemanha. Um texto do respeitável e competente Elio Gaspari, cujos livros da série Ditadura, adquiri nas minhas últimas viagens ao Brasil."
Leia na íntegra no Diário Gauche

Nada deverá impressionar, nem a tentativa de desqualificar a CPI!


A imprensa sul-mampitubense impressiona pela sua unanimidade no comedimento em defender pilantras, quando esses pertencem ao rol de compadres e parceiros na rapinagem das coisas públicas. Da RBS nada impressiona!

A imprensa está cheia de dedos, em citar nomes e fazer suposições, chegando a ser constrangedor. Leio o Blog Agente 65:

“A rádio Gaúcha no domingo à noite fez a chamada sobre o tema dizendo que "Ubiratan recebe liminar contra abusos da CPI"!
Dá pra acreditar? A rádio Gaúcha da RBS tem o mesmo ponto de vista do advogado da defesa, em detrimento do restante dos gaúchos que querem apuração e cadeia para os bandidos quadrilheiros.”

Ao que um comentário anônimo dispara:

“São, provavelmente, irmãos na fé maçônica.”
“O primeiro de vossos deveres é o mais absoluto silêncio acerca de tudo quanto ouvirdes e descobrirdes entre nós, bem como de tudo quanto, para o futuro, chegardes a ouvir, ver e saber.” São todos farinha do mesmo saco. “Farinha da pior qualidade.”

Como diria um conhecido: “Tiro dado, jacu deitado!” Esse é o ponto. As portas se abrem ou se fecham conforme certo relacionamento entre “irmãos univitelinos.”

O curioso é a explicação sobre os abusos que a CPI do Detran cometeria contra o depoente, este sim se comprovadas as acusações, teria cometido abusos incidindo inclisive em crime Federal; tanto é que está indiciado em um farto relatório da Polícia Federal. Ele e mais 38. E não é nenhuma alucinação do Superintendente da Polícia Federal.

Mas esta CPI, está de cabeça para baixo! Há uma investigão Federal já em andamento que não depende de nenhuma CPI. O que a CPI poderia fazer é que os crimes não enquadrados como crimes federais, seja dado a devida visibilidade para que o Governo tucano não os coloque sob o tapete.

Este é o papel desta CPI, e também acompanhar o andamento do processos que serão encaminhados à Justiça Federal e sugerir correção de conduta do Governo do Estado para que nada disso ocorra novamente.

Há uma clara blindagem dos tucanos à Governadora e é INEVITÁVEL a ligação destas verbas, às verbas de campanhas, já que Lair Fest era coordenador de campanha da Governadora.

Todos concordam que houve roubo, triste é se for concluido que os culpados são os próprios condutores que fizeram a carteira naquele período, para plagiar o ex-Secretário Otávio Germano, que mais de uma vez disse que a vítima estava" no lugar errado e na hora errada"!

Take it easy, governadora!


A produção de material pelos chargistas locais não consegue acompanhar o número infindável de barbaridades cometidas e ditas pela Governadora Yeda Crusius, a honesta e de palavra! Deveriam fazer um carta para pedir que a governadora fosse um pouco mais devagar com o "andor".
http://blogdokayser.blogspot.com/

O lixo seletivo de Fogaça.


No final de semana o Prefeito Fogaça esteve em evento no Pólo Industrial da Restinga. Até ai tudo bem. Ocorre que horas antes do evento o lixo acumulado naquela área há semanas, foi milagrosamente removido. Das duas uma: ou a prefeitura é totalmente incompetente, ou há alguém agindo de má fé!
Na semana da realização do evento Fórum das Cidades, milagre semelhante ocorreu com o lixo acumulado nas vias de acesso ao Morro Santa Teresa, que desapareceu. Provavelmente pelas inúmeras estações de TV, e entrevistas ali promovidas. Este é o governo Fogaça, "a cara da cidade".

Imprensa gaucha tenta descolar "figurões" dos noticiários.


Hoje, dia 17 de março de 2008, primeiro dia útil após a divulgação pela Polícia Federal do escândalo do DETRAN, que envolve a base aliada da governadora Yeda Crusius, havendo inclusive citações sobre o Pró-Jovem na Prefeitura de Porto Alegre, Pacto Pelo Rio Grande e envolve importantes integrantes da obscura Maçonaria, a imprensa gaucha prática o anti-jornalismo. Briga com a notícia e mantém um silêncio comprometedor sobre o que é o interesse público, protegendo aqueles que o Sr. Lasier Martins chama de "figurões".
Deve ser ressaltado que a lista dos indiciados não caiu do céu, como a chuva; é fruto de meses de investigação, amparadas pela Justiça Federal. O único jornal que coloca alguma notícia relacionada à fraude foi O SUL - especificamente sobre o Dep. José Otávio Germano – que nega seu envolvimento com a máfia do DETRAN. Alguns “jornalistas”, e que deus nos perdoe por chamá-los assim, estão convencidos que essa máfia brotou do chão, como um pé de capim.

Leia, também A anti-capa de ZH no Dialógico.

16 de mar de 2008

Só gente fina e de moral ilibado; esses são os indiciados.

Máfia do DETRAN-RS “visava roubar dinheiro público” afirmou Superintendente da PF Ildo Gasparetto

CORREIO DO POVO, 15 de Março de 2008 - “O delegado federal Gustavo Schneider, responsável pela Operação Rodin, afirmou ontem que parte do que foi desviado no esquema de corrupção no Detran gaúcho já está bloqueado. De acordo com ele, a Polícia Federal (PF) bloqueou os imóveis, carros e contas bancárias dos indiciados no inquérito policial. A estimativa da PF é que o total chegue a R$ 44 milhões. As propinas para os indiciados seriam, em média, de R$ 175 mil. Segundo Schneider, ocorreram, no mínimo, seis encontros do “núcleo dirigente”, composto pelos acusados, com os representantes das empresas sistemistas, como a Pensant, Rio del Sur e Newmark, que foram contratadas pela autarquia. Ao mês seriam repassados do erário público cerca de R$ 320 mil. Conforme o delegado há alternativas para conseguir o ressarcimento dos valores.

A estimativa é que os bancos apresentaram 30% do total calculado em operações bancárias feitas pelos suspeitos. “Sabemos que entre 2004 e 2006 pessoas vinculadas à Pensant sacaram, em dinheiro vivo, R$ 500 mil”, disse Schneider. O esquema começou a fracassar quando o dinheiro escasseou para os sistemistas. Schneider afirmou que, além de uma disputa para se beneficiar das propinas, haveria uma disputa interna para que um dos lobistas fosse descartado. O núcleo de tudo isto seria a empresa Pensant, onde foram encontrados, segundo Schneider, provas estarrecedoras.

Uma delas, seria relativa às pessoas que fizeram lobbie no “Pacto pelo RS”, pagas pela Pensant. Mas os proprietários desta empresa, junto com os que se beneficiariam, pretendiam expandir os negócios para outros estados.”

A fraude começou a ser desvendada em maio de 2007, quando a PF infestigava duas fundações ligadas a UFSM. A Fundação de Apoio, Ciência e Tecnologia (Fatec) e a Fundação Educacional e Cultural para o Desenvolvimento e Aperfeiçoamento Educacional e Cultural (Fundae).

O Superintendente da Polícia Federal Ildo Gasparetto “lembrou que que os contratos da Fatec, em 2003 e da Fundae, em 2007, foram firmados sem licitação”, pelo DETRAN-RS. Em 2003, o governador era Germano Rigotto, e o Secretário de Segurança era o hoje desaparecido Dep.José Otávio Germano (PP).

Em 2007, o “novíssimo jeito de governar” de Yeda Roratto Crusius (PSDB), como estamos percebendo, o Secretário de Segurança era o Dep.Bacci (PDT), que ao assumir com sua política do “lugar de bandido é na cadeia” passou a desencadear certo calafrio em algumas “pessoas de bem”.

O problema era se definir o que é e quais eram as pessoas de bem, uma questão de semântica. Alguns passaram a se achar mais pessoa de bem do que outros. Aí tudo desandou.

Sabemos agora que façam a putaria que fizerem, alguns, por pertencer a determinadas agremiações partidárias típicas de pessoas de bem, são dotadas de certo salvo conduto, na imprensa e na justiça dos homens destes pagos.

O Superintendente Ildo Gasparetto revelou também que “ as duas fundações terceirizavam os serviços prestados subcontratando empresas sistemistas, dando forma ao esquema que funcionava a partir da influência política de lobistas que obtinham contratos com o Detran para as fundações. O esquema ficou evidente quando a autarquia trocou a Fatec pela Fundae, em 2007. A PF comprovou a existência de disputa política entre sistemistas, pois manteve-se o elo com a Pensant Consultores, de José Fernandes, e foi excluído Lair Ferst.” Leia-se como briga de cachorro grande.

Lista dos indiciados pela Operação Rodin:

Alfredo Pinto Telles - Cunhado de Lair Ferst, sócio da Newmark Tecnologia

Antônio Dorneu Cardoso Maciel - Quando foi preso pela PF, era diretor da CEEE e tesoureiro-geral do PP. Seu flat na Capital serviria para a distribuição de propina. (ele era tesoureiro geral do PP no Estado e eminência parda que dominou os bastidores do partido e da política gaúcha durante 25 anos, com atuação intensa na Assembléia Legislativa, onde era tido como um deputado sem mandato – do portal VideVersus)

Carlos Dahlem da Rosa - Dono do escritório Carlos Rosa Advogados Associados, que prestava serviço de consultoria ao projeto e recebeu entre 2002 e 2006 R$ 4.146.626,67 da Fatec. Funcionário da CEEE, quando a Rodin foi desencadeada, descobriu-se que ele estava há oito meses recebendo salário da estatal sem comparecer ao trabalho

Carlos Ubiratan dos Santos - (Bira Vermelho - diretor administrativo do Trensurb ) Diretor-presidente do Detran entre 2003 e 2006. Em sua gestão o órgão fez convênio com a Fatec. É ligado ao deputado federal José Otávio Germano (PP). Poucos dias antes de sua prisão, Carlos Ubiratan dos Santos realizou uma festa de primeiro naipe, à qual compareceram figuras do primeiríssimo grau da política e dos negócios no Rio Grande do Sul, para a inauguração de seu fabuloso apartamento de cobertura na Avenida Dom Pedro II, em Porto Alegre, que tem uma quadra de futebol de salão, com grama verdadeira e goleiras no terraço (do portal VideVersus).

Damiana Machado de Almeida - Sócia da Pakt, empresa sistemista

Dario Trevisan de Almeida – Professor da UFSM, coordenador da Fatec e responsável pelos serviços ao Detran

Denise Nachtigall Luz - Mulher de Ferdinando Fernandes, sócia do escritório Nachtigall Advogados Associados, subcontratado pela Fatec

Eduardo Redlich João - laranja de Lair Ferst

Elci Terezinha Ferst - Irmã de Lair e sócia da Newmark Tecnologia da Informação, Logística Marketing

Ferdinando Francisco Fernandes - Sócio da Pensant e filho de José Fernandes

Fernando Fernandes - Filho de José Fernandes

Fernando Osvaldo de Oliveira Junior - Sócio da Pakt, empresa sistemista

Flávio Roberto Luiz Vaz Netto - Era diretor-presidente do Detran quando a Operação Rodin foi deflagrada. Foi preso pela PF e exonerado do cargo. É procurador do Estado aposentado (aposentado em tempo recorde). Foi em sua gestão que o Detran trocou, sem licitação, o contrato com a Fatec por outro com a Fundae. Foi indicado ao cargo pelo PP.

Francene Fernandes Cardoso - Filha de José Fernandes, dono da Pensant

Francisco José de Oliveira Fraga

Gilson Araújo de Araújo - Servidor do Detran, dono de empresa que era remunerada pela Pensant

Hélvio Debus de Oliveira Souza - Contador, prestava serviço para a Fundae

Hermínio Gomes Junior - Diretor do técnico do Detran, foi afastado no dia em que foi deflagrada a Operação Rodin. É ligado ao PMDB, especialmente ao secretário de Desenvolvimento e Assuntos Internacionais, Fernando Záchia. Teria sido indicado pelo partido ao cargo na autarquia

Ipojucan Seffrin Custódio - Dono de sistemista ligada à Pensant

José Antônio Fernandes - Sócio da Pensant Consultores, apontado como um dos mentores da fraude milionária

Lair Antônio Ferst - Empresário, ex-coordenadora da bancada do PSDB na Assembléia. Atuou como um dos coordenadores da campanha da governadora Yeda Crusius ao governo do Estado

Lenir Beatriz da Luz Fernandes - Mulher de José Fernandes

Luciana Balconi Carneiro - Funcionária da Fatec, é sócia da Pakt, subcontratada pela Fundae para prestar serviços ao Detran

Luiz Carlos de Pellegrini - Dirigia a Fatec quando a Rodin foi deflagrada

Luiz Gonzaga Isaía - Presidia a Fundae

Luiz Paulo Rosek Germano - (apelido “Buti”) Prestador de serviços do escritório Carlos Rosa Associados e irmão do deputado federal José Otávio Germano

Marco Aurélio da Rosa Trevizani - Contador de Lair Ferst

Marilei de Fátima Brandão Leal - Sócia da Pakt, empresa sistemista

Mario Jaime Gomes de Lima - Funcionário da Pensant

Nilza Terezinha Pereira - Dá nome à empresa NT Pereira, umas das sistemistas e que seria de fato de propriedade de Carlos Ubiratan dos Santos e de sua mulher, Patricia

Patricia Jonara Bado dos Santos - Mulher de Carlos Ubiratan dos Santos. Era administradora da NT Pereira, empresa parceira da Newmark Tecnologia, subcontratada para prestação de serviços ao Detran

Paulo Jorge Sarkis - Ex-reitor da UFSM

Pedro Luiz Saraiva Azevedo - Cunhado de Hermínio Gomes Junior. Dono da empresa PLS Azevedo, uma das que prestavam serviços a uma das terceirizadas contratadas pelas fundações

Ricardo Höher - Filho de Rubem Höher

Ronaldo Etchechury Morales - Ex-presidente da Fatec

Rosana Ferst - Irmã de Lair, sócia da Rio del Sur e subcontratada pela Fatec

Rosmari Greff Ávila Silveira - Servidora da Universidade Federal de Santa Maria

Rubem Höher - Coordenador do projeto Detran junto à Fundae e Sócio da Doctus, subcontratada pela Fundae para prestara serviços à autarquia

Silvestre Selhorst - Secretário-executivo da Fatec

Ressalte-se que o processo judicial depende de avaliação do inquérito pelo Ministério Público, que decidirá se denuncia ou não os indiciados. Somente em caso de denúncia pelo MP os indiciados passarão a réus.

Do portal Vide Versus :

Toda esta situação terá desdobramentos poderosos, inclusive, na Maçonaria do Rio Grande do Sul. A Corregedoria da instituição terá grande trabalho, porque boa parte dos presos na Operação Rodin é formada de maçons. A Polícia Federal também recebeu a informação de que a empresa Pensant, de José Fernandes e seus filhos, uma das beneficiárias com subcontratações superfaturadas causando fraude no Detran, foi contratado, por um escritório de jornalismo especializado em lobismo, para realizar serviços de marketing e planejamento para o projeto “Pacto Pelo Rio Grande”, da Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul, no ano passado.”
“Na Assembléia Legislativa, deputados estaduais comentam abertamente que a governadora Yeda Crusius não manda no seu governo, e não tem área de segurança, ou de informações, já que foi comunicada da Operação Rodin, pegando gente da estrutura de seu governo, somente quando a operação já estava em curso, e com altos figurões do primeiro escalão administrativo já algemado e colocado dentro das gaiolas dos camburões da Polícia Federal. Os comentários são de que o delegado federal Ademar Stocker aceitou o convite para ser sub-secretário de Segurança somente para poder encaminhar as investigações da Operação Rodin por dentro do aparelho do Estado do Rio Grande do Sul sem despertar suspeitas.”

Seria muito bom, educativo, democrático e desejável que os partidos envolvidos e o Governo do Estado começassem a se manifestar e esclarecer a opinião pública. Chega ser constrangedor o silêncio, quase um atestado de cumplicidade!

Do Blog do Kaiser...Impagável!


Em breve, nossa - por assim dizer - governadora ficará uma gata! Ou melhor, uma cachorra. Ou melhor... Deixa pra lá! De acordo com sua recente declaração, ela ficará assim, como sua nova musa inspiradora.
http://blogdokayser.blogspot.com/
&&&&&&&&&&
Ficou mais simpática.

UM ESCÂNDALO MAIÚSCULO, e uma midiatização no melhor estilo minúscula!


Resposta dos servidores do Detran/RS às acusações do jornalista Paulo Sant'Ana da RBS de que o dinheiro oriundo de contratos irregulares firmados pela Diretoria da autarquia estariam "indo para o bolso dos servidores". Que descuidado esse Sant'Ana.

Esse é o comportamento dos que representam as famigeradas “pessoas de bem” do Estado do Rio Grande do Sul, um termo abominável e que as coloca “acima de qualquer suspeita”, como bem temos visto nos últimos dias!

Este escândalo, que não terá repórter investigativo da RBS e tão pouco veremos absurdas adjetivações e cenas cinematográficas como as de Diógenes de Oliveira diante das lentes e microfones de empresas de descomunicação e deformação de opinião pública. Não assistiremos a nenhum indiciado jurar sobre a Bíblia, ato inexistente na história da Justiça e do Parlamento Brasileiros.

Quando a podridão atinge os porões dos parceiros destas empresas, não faltará editorialista e colunista pregando cautela e comedimento, para não “cometer injustiças”. Cautela que deve ser sempre pauta do bom jornalismo e nunca seletiva!

Injustiças e falta de comedimento foi ao que assistimos todos os dias durante o Governo de Olívio Dutra, durante aquela CPI da Segurança Pública. Contra os partidos da Frente Popular, contra Diógenes de Oliveira, contra Olívio Dutra e contra José Paulo Bisol. Todos os dias.

Mas nada como um dia após o outro para as oligarquias colocarem a mostra seu modus operandi, que me parece ser essa a gênese deste escândalo. Um imenso esquema de enriquecimento ilícito e financiamento de campanhas políticas, haja vista o envolvimento destas pessoas em “ligações perigosas” com certos partidos políticos.

Só uma mula não faria esse raciocínio. E mula com programas de rádio, TV e com colunas em jornal, é o que mais temos. Convenientemente, para a sorte das oligarquias guascas. Mas com o passar do tempo, fica cada vez mais difícil enganar as pessoas que por sinal também são eleitores.

Por aqui, com o peito inflado, se dizia que “o político gaúcho atravessa a rua quando a corrupção está caminhando por uma de suas calçadas.”

Acaba de ser demonstrado que este político realmente atravessa a rua, pois vá que a corrupção passe para o outro lado e ele perca a boquinha!

Agora e sempre fomos iguais aos demais estados do Brasil, e não do resto do Brasil. O Brasil não é o resto. O resto do Brasil é aqui!

Até a estátua do Apóstolo Pedro, em granito rosa no alto da Catedral Metropolitana de Poro Alegre, sabe quem são os políticos que prestam e quais não prestam. Não se trata de generalizar.

O montante do dinheiro ROUBADO é maior do que o “Mensalão”; não é caixa dois ( ou como diria Delúbio Soares - dinheiro não contabilizado); o roubo ocorreu em um estado de arrogantes convictos de que aqui não há corrupção e finalmente foi o PT que monopolizou este invento “corrupção”no Brasil; tudo isso pressupõe uma pergunta: qual repercussão nacional que este escândalo está tendo? Pouca repercussão!

Ou estamos abaixo do cu do cachorro, ou as empresas de comunicação não estão interessadas em divulgar a pilantragem que campeia por esses pagos!

Só falta, então, a RBS divulgar!

Para tanto, esperemos sentados!

14 de mar de 2008

Vá de retro, Stora Enso e leve o Políbio junto!


Comando latinoamericano da Stora Enso desce no RS para dizer que pode ir embora, e ir para o URUGUAI. Isso foi da página do Políbio, que praga!
http://www.polibiobraga.com.br >Navegue com cuidado pois pode provocar danos irreparáveis no cérebro!
Já vai tarde e de quebra pode levar o Políbio Braga.
O que Políbio não diz, é que a fazenda invadida é uma propriedade ilegal da Stora Enso por ficar a menos de 150km da fronteira do RS.
Nem que o Senador Sérgio Zambiazi ( o"PAIdos POBRES" e tio da Stora Enso), trabalha pela alteração deste limite para 50 km.
----------------------
Reparem que na página do Políbio Braga, não há referências sobre o dinheiro roubado no escândalo do DETRAN-RS. Escândalo? Que escândalo?

Troca está de saia justa. Quem não deve não teme, deputado!


O ex-chefe de polícia no governo Olívio Dutra, Luis Fernando Tubino, acusou nominalmente o Dep. José Otávio Germano (PP) de “ter montado a máfia do DETRAN”, conforme consta no O SUL, de hoje.

Disse também que o ex-presidente do DETRAN, Flávio Vaz Neto, “tentou implantar um novo sistema de inspeção veicular com o objetivo de desviar recursos públicos.”

"Essa quadrilha pretendia implantar inspeção veicular e eu vi que essa inspeção veicular seria outra máquina de propina que daria no mínimo de 5 a 6 milhões mês."

"A polícia civil pagou um preço muito caro, pois alegavam que tinha corrupção e propinas antes. Mas naquele tempo era uma propina a varejo. Hoje é uma propina de atacado e de alta remuneração."

"Quando brigaram pelas nomeações no Detran, eu percebi que havia sido vendido o ponto do Detran para esse time liderado pelo deputado José Otávio Germano."

Isso foi dito ao repórter Felipe Vieira da Band AM 640, e retranmitido hoje pela manhã.

Os Dep. Fabiano Pereira do PT e Paulo Azeredo do PDT, defendem que Tubino seja ouvido pela CPI do DETRAN. O Dep. Troca, deverá certamente concordar, pois quem nada deve, nada deverá temer!



Pergunta que não quer calar: ONDE FOI PARAR O DINHEIRO?



Ontem, um relatório de 152 páginas foi entregue à Justiça Federal de Santa Maria sobre a quadrilha do DETRAN-RS; juntamente com parte dos documentos e 350 horas de material multimídia, que incriminariam os indiciados da quadrilha.
Aproximadamente 39 indiciados entre os quais detentores de mandato e autoridades públicas.
Empresa PENSANT CONSULTORES, FATEC (Fundação de Apoio à Tecnologia e Ciência ) e FUNDAE.
É de se esperar que as autoridades sejam afastadas de seus cargos e que aos detentores de mandato seja permitido pelo parlamento o seu julgamento e público.

Você já pensou se este escândalo tivesse sido promovido no governo Olívio Dutra? A galáxia já teria vindo abaixo!
--------------------------

Para o seu filho imbecil entender:

"Fundae e Pensant eram ligadas a Cezar Busatto e ao jornalista José Barrionuevo"
A Fundae e a Pensant, indiciadas pela Polícia Federal por operacionalização do processo de fraude no Detran-RS, também comandavam o Programa Projovem..."
Do portal Vide Versus.

Onde andará Vieirinha da Cunha?


O Dep. Federal Vieira da Cunha, antes de decidir sobre sua candidatura à Pref. de Porto Alegre, deveria dar sua opinião sobre a Segurança Pública no estado, o caso Macalão e CPI do Detran. Vieira presidiu a CPI de Segurança Pública no Governo Olívio Dutra e chegou às raias do ridículo, fazer Diógenes de Oliveira jurar sobre a Bíblia antes de seu depoimento à CPI.

13 de mar de 2008

Da série - Recordar é Viver...

José Otávio nega envolvimento com fraude.

O deputado federal José Otávio Germano, do PP, negou ontem envolvimento com a fraude do Detran, descoberta pela Operação Rodin, da Polícia Federal. O parlamentar lembrou que não foi citado por participação no esquema, responsável pelo desvio de mais de R$ 40 milhões dos cofres públicos. Ele lamentou os desdobramentos, a exposição e o desgaste de partidos políticos ligados ao caso. Destacou, porém, que confia no trabalho realizado pela PF e que será preciso tempo para que as informações e ligações da fraude acabem esclarecidas.
José Otávio, que comandou a Secretaria da Justiça e Segurança de 2003 até abril de 2006, durante o governo Rigotto, lembrou que, ao longo de sua gestão, nunca houve denúncia de irregularidades no departamento. 'O Detran é uma autarquia, tem autonomia financeira e administrativa. Enquanto secretário, as prestações de conta sempre foram aprovadas pelo TCE', destacou.
O parlamentar reconheceu que teve vínculos profissionais com três dos principais investigados na fraude, mas disse que não irá julgá-los até o final do inquérito policial. Carlos Ubiratan do Santos, ex-diretor do Detran; Antônio Dorneu Maciel, ex-diretor da CEEE; e Flávio Vaz Netto, até então presidente do Detran, todos filiados ao PP, trabalharam com o deputado. A executiva progressista já afastou do partido os três investigados.
O deputado também defendeu a inocência de seu irmão Luiz Paulo Germano. Documento sobre a fraude do Detran, divulgado pela juíza Simone Barbizan Fortes, da 3ª Vara Federal e Juizado Especial Criminal da Subseção Judiciária de Santa Maria, destacou a ligação de Luiz Paulo como sócio da empresa Carlos Rosa Advogados Associados. Conforme o texto, o escritório de advocacia mantinha vinculação com Ubiratan e apresenta indícios de superfaturamento. 'Não tem nada do meu irmão nessa história. Em 2003, ele prestou serviço a outro escritório e começou a atuar no Carlos Rosa Advogados Associados em 2005, mas nunca mexeu com contratos', argumentou José Otávio. Conforme o deputado, as medidas necessárias estão sendo tomadas pelo PP. Citou que todos os envolvidos na fraude serão submetidos à Comissão de Ética e que haverá a criação de colegiado para avaliar futuras indicações do PP a cargos públicos.
CORREIO DO POVOPORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 14 DE NOVEMBRO DE 2007
-----------------------------------------

Avança investigação sobre Detran

Uso em campanhas eleitorais de parte dos R$ 40 milhões desviados é apurado pela Polícia Federal.
A Polícia Federal investiga a possibilidade de que parte dos R$ 40 milhões desviados na fraude do Detran tenha sido usada em campanhas eleitorais e embolsada pelos suspeitos e detidos durante a Operação Rodin.
O líder da bancada do PT na Assembléia, Raul Pont, lembrou ontem que a fraude ocorreu durante os governos Germano Rigotto e Yeda Crusius, tendo alguns de seus integrantes sido apontados como envolvidos no esquema. O deputado citou o caso do empresário Lair Ferst que, conforme Pont, fez parte do núcleo central do PSDB na campanha de Yeda ao Palácio Piratini em 2006, além de integrar o diretório estadual do partido.
Documento sobre a Operação Rodin, divulgado pela juíza Simone Barbizan Fortes, da 3ª Vara Federal e Juizado Especial Criminal da Subseção Judiciária de Santa Maria, destaca que a Rio del Sur e a New Mark Tecnologia de Informação, Logística e Marketing, duas das empresas acusadas de participação no esquema, pertencem a três irmãos e a um cunhado de Ferst. As duas empresas receberam cerca de R$ 18,3 milhões da Fundação de Apoio, Ciência e Tecnologia (Fatec), citada no esquema. 'Não é demais frisar que Ferst tinha grande poder junto ao Detran, com especial vinculação ao ex-presidente Carlos Ubiratan dos Santos', diz o texto. Os sócios da New Mark possuem outra empresa, ligada à NT Pereira, envolvida no caso e administrada por Patrícia Jonara dos Santos, esposa de Ubiratan, solto ontem à noite.
O documento destaca ainda a ligação da Carlos Rosa Advogados Associados, que tem como sócios Carlos Dahlem da Rosa e Luiz Paulo R. Germano. Conforme o texto, o escritório de advocacia mantinha vinculação com Carlos Ubiratan e apresenta indícios de superfaturamento. Luiz Paulo é irmão do deputado federal José Otávio Germano, ex-secretário da Segurança. Carlos Dahlem atuou na CEEE junto ao diretor administrativo Antonio Dorneu Maciel e, depois, no gabinete de José Otávio.
CORREIO DO POVO - PORTO ALEGRE, TERÇA-FEIRA, 13 DE NOVEMBRO DE 2007
------------------------------
Delegado explica a operação

Para um juiz decretar a prisão de suspeitos, mesmo que temporária, precisa haver indícios veementes de culpa do acusado.' A afirmação é do delegado Alexandre Isbarola, do Núcleo de Repressão a Crimes Financeiros da Polícia Federal, sobre as prisões efetuadas na Operação Rodin. Conforme o delegado Gustavo Schneider, da PF de Santa Maria, o deputado José Otávio Germano não está sendo investigado. Não descartou, no entanto, que 'autoridades com foro privilegiado' possam vir a ser averiguadas durante o andamento do inquérito.
Germano foi secretário de Segurança de 2003 até abril de 2006, período em que Carlos Ubiratan dos Santos, detido na Operação Rodin, estava à frente do Detran. Schneider declarou que os suspeitos detidos estão sendo ouvidos na PF em uma primeira etapa. Outras pessoas, que estão em liberdade, também deverão ser chamadas para depor.
CORREIO DO POVO-PORTO ALEGRE, QUINTA-FEIRA, 8 DE NOVEMBRO DE 2007
--------------------------
Operação prejudica debate do plano

Com a suspeita de envolvimento de integrantes do PP na fraude do Detran, Yeda muda tema de encontro.
As negociações da cúpula do Executivo, visando a aprovação do Plano de Recuperação do Estado, foram parcialmente interrompidas ontem com a crise deflagrada pela Operação Rodin da Polícia Federal (PF). A ação identificou fraudes em contratos públicos realizados pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Os desvios podem chegar a R$ 40 milhões desde 2002.
No início da tarde, foi realizado encontro entre a governadora Yeda Crusius, o chefe da Casa Civil, Luiz Fernando Záchia, e o presidente estadual do PP, deputado Jerônimo Goergen. O objetivo inicial da reunião, de discutir o plano de combate ao déficit, acabou abandonado. Entre os suspeitos de envolvimento nas irregularidades estão lideranças e indicados a cargos na gestão do Estado pelo PP, partido que integra a base de sustentação do governo, como o diretor-presidente do Detran, Flávio Vaz Netto, e o ex-ocupante do mesmo cargo Carlos Ubiratan dos Santos.
Depois de aproximadamente uma hora e meia de reunião, Jerônimo deixou a ala residencial do Palácio Piratini afirmando que o partido não será conivente com eventuais ilegalidades. Destacou, porém, que é preciso cautela antes de adotar qualquer medida interna e eventuais punições, defendendo o pleno esclarecimento do caso. 'Acreditamos na inocência de nossos companheiros até que se prove o contrário. Não seremos injustos, nem omissos', salientou o dirigente.
À noite, a executiva estadual e o conselho político do PP se reuniram a portas fechadas na sede do partido em Porto Alegre. Vaz Netto foi secretário dos Transportes do governo Antonio Britto e substituto da área de Obras na administração Germano Rigotto. Além disso, é procurador do Estado. Carlos Ubiratan atualmente ocupa a diretoria da Trensurb e foi chefe de gabinete do deputado José Otávio Germano, do PP, quando exerceu mandato na Assembléia Legislativa.
Os reflexos da operação da PF no cenário político do Rio Grande do Sul também tomaram o lugar do Plano de Recuperação do Estado em manifestações de parlamentares no plenário da Assembléia. Divididos em pequenos grupos, os deputados passaram a tarde avaliando a situação com cautela e usaram a tribuna para debater o funcionamento e o gerenciamento de estatais.
O líder do governo, deputado Adilson Troca, do PSDB, lamentou o suposto envolvimento nas irregularidades de pessoas ligadas a partidos da base. Troca disse ainda que o Executivo não tem responsabilidade sobre a fraude. 'Não aceitaremos que pessoas façam parte do governo do Estado e utilizem a máquina administrativa para pôr em prática falcatruas que representam prejuízo aos cofres públicos', afirmou o parlamentar.
A bancada do PT defendeu a abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar órgãos e estatais da administração indireta.
CORREIO DO POVO-PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 7 DE NOVEMBRO DE 2007

--------------------------------
José Otávio esclarece relação com suspeitos

O deputado federal e ex-secretário da Justiça e Segurança José Otávio Germano, do PP, divulgou nota ontem esclarecendo seu envolvimento com os suspeitos de participarem da fraude do Detran, revelada pela Operação Rodin da Polícia Federal. Destacou que sua relação pessoal, funcional ou política com os investigados sempre foi de caráter profissional, obedecendo aos princípios da ética. Disse que não fará julgamento até o término do inquérito.
CORREIO DO POVO-PORTO ALEGRE, QUARTA-FEIRA, 7 DE NOVEMBRO DE 2007
-----------------------
Advogado nega que Germano fosse sócio

O advogado Luiz Paulo Germano depôs por três horas ontem na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Porto Alegre. O irmão do deputado federal José Otávio Germano foi ouvido pelo delegado Gustavo Schneider, da PF de Santa Maria, que investiga o caso das fraudes no Detran, batizado de Operação Rodin. O advogado de Germano, Marcelo Peruchin, afirmou que seu cliente respondeu a todas as perguntas feitas pelo delegado e se colocou à disposição para mais esclarecimentos. Peruchin negou que Germano fosse sócio de uma das empresas envolvidas na operação.
'Ele prestava serviços a um escritório de advocacia que trabalhava para uma fundação envolvida no esquema', esclareceu. As investigações da PF apuram o esquema que teria desviado cerca de R$ 40 milhões dos cofres públicos.
CORREIO DO POVO -PORTO ALEGRE, SEXTA-FEIRA, 14 DE DEZEMBRO DE 2007
-----------------------
Amanhã é o grande dia! Dia da entrega e divulgação do relatório da Opração Rodin pela Polícia Federal à Justiça Federal em Santa Maria.

Esperamos que a Exma.Juiza utilize o interesse público e divulgue o relatório na íntegra, incluindo todos os nomes envolvidos.

As notícias acima são do portal - http://www.correiodopovo.com.br/