5 de ago de 2008

O Correio do Povo, de que povo cara pálida?



Quando o Bispo Edir Macedo comprou a Cia. Jornalística Caldas júnior, eu imaginava que alguma coisa iria mudar. E mudou para pior! Dia após dia concorrem em ocupar uma posição mais reacionária que a do próprio Grupo RBS.

Tenho a impressão, que seus comentaristas, comunicadores e jornalistas imaginam que a qualquer momento surgirá o fantasma de Breno Caldas com relho em punho para aplicar corretivos editoriais. Só pode.

Não vou entrar em problemas religiosos e éticos de Sr. Macedo, que não tenho a menor dúvida, ocupará uma das cadeiras reservadas no inferno, junto com o Cardeal Ratzinguer, mas o mínimo que pode exigir de seus funcionários é que façam simplesmente jornalismo, tarefa impossível de ser executado com seres do tipo Rogério Mendelsky, e outros que declamam ética e credibilidade como se fosse possível encontrar este “produto” nas prateleiras da mercearia da esquina, junto com sabão em pó! Isto é impossível.

Primeiramente é bom que o Sr. Edir Macedo assine seus comentários com sua ocupação, ou seja, Bispo da Igreja Universal do Reino de Deus. Se quiser, pode dizer também, que é dono desta merda de jornal que é o Correio do Povo!

Não adianta fazerem propaganda ou tentarem pegar carona da Record nacional, se muitos funcionários daqui não tem o mínimo de profissionalismo.

Para derrubar o Grupo RBS, basta fazer jornalismo caralho!

Torcemos para que a Record vença esta parada, mas para isso tem que mudar!

Um comentário:

Anônimo disse...

Aquela área está abandonada a mais de 10 anos. Todo dia passo ali e olho aquela desgraça. Qual é o problema de fazerem umas obras alí. Você acha que a prefeitura tem grana para arrumarem aquilo ali. Se um consórcio imobiliário não construir alí, quem vai construir. Costrução civil é dinheiro no bolso do operariado. Vocês devem morar em na Bela Vista. Parece que vocês estão contra só porque saiu na Zero Hora.