12 de mar de 2009

Em boca calada não entra mosca!

Schmid & Watson cano longo cromado...foi duro de fotografar.

O discurso da desgovernadora enaltecendo a sanidade financeira da CORSAN soa como um déjà vu: no governo Brito, no período anterior das privatizações.

O “canto da sereia” desta semana foi o anúncio de que a CORSAN (Companhia Riograndense de Saneamento) está superavitária. Ao final da tarde, Marcelo Vargas (empresário)e Lucimara de Fátima Celes invadiram o gabinete de Mário Freitas, diretor da CORSAN, para cobrar uma dívida. Por mais que a turma do Piratini reme, não consegue sair das páginas policiais.

Em se tratando de técnicas de cobrança Marcelo Vargas inaugurou um interessante método de se cobrar dívidas públicas, a “cobrança armada”.

As faculdades de administração deveriam modernizar seus cursos introduzindo este novo e moderno método de cobrança: Cobrança de dívidas Públicas I – a cobrança armada. Alertamos, entretanto, que os profissionais que irão atuar exclusivamente no RS, deverão cursar uma cadeira adicional em nível de extensão: A Bruxaria como ferramenta adicional! Sabem como é, em se tratando de um governo de bruxos e bruxas, nunca é demais prevenir!

Já pensaram se a moda pega e as “tricoteiras” resolverem cobrar os precatórios do Governo do Estado, com armas em punho?

Um comentário:

Caras Pintadas RS disse...

E aí, cara! parabéns pelo blog. Gostaríamos de pedir para nos ajudar a divulgar o blog do movimento dos caras pintadas, que está na linha de frente pelo fora Yeda. Pela primeira vez em anos, temos um movimento estudantil amplo e mobilizado nas ruas.
valeu,
abraço
www.caraspintadasrs.blogspot.com