2 de out de 2007

Até tu, Brutus?



Não é necessário ler a revista Veja (ou como diria um amigo, Espia), para saber quem é e foi Renan Calheiros; além de ter sido ministro do Collor e FHC. A imprensa seria absolutamente incompetente se não soubesse dos relacionamentos de políticos com empreiteiras. A imprensa não é incompetente; é dissimulada, interesseira, age como um partido político, e esqueceu de contar aos leitores que é silenciosa sobre as falcatruas de vários governos ...inclusive na ditadura militar!

Antes da revista golpista VEJA divulgar a notícia do escândalo sobre Calheiros como se novidade fosse, eu tinha um rosário de justificativas desabonatórias à Calheiros. Depois de ler o assunto na Folha de São Paulo, outros jornais (menos Zero Hora) e ler sobre a repercussão nos Blogs, mudei minha de visão sobre o assunto. Até eu mudo de idéia, pois afinal eu também não sou um poste!
1-Calheiros, não é a pior das almas que vagam pelo Congresso Nacional;
2-A mídia golpista nacional, insiste em passar a idéia de que todo parlamentar é corrupto. Como o PT era a "esperança que venceu o medo" , não nos resta outra coisa que devolver o governo à direita, que sempre roubou, mas o importante é que "roubava mas fazia", não é mesmo?
3-Mas e o FHC, não teve um filho com uma jornalista de Rede Globo? Quem sustentou tal jornalista e seu filho, o FHC júnior?
4-E a empreiteira Mendes Júnior? Se há corrupto, é porque existe corruptor. Quem está questionando a empreiteira, a ex-Senadora Eloisa Helena, por acaso?
Pois é; nem a imprensa e nem o PSOL! Nada disto é novidade!

A novidade foi a intimidação que Calheiros provocou nos Senadores, e a imprensa está muda,...
"Renan intimidou senadores - Senadora Heloísa Helena. A senhora sonegou o pagamento de impostos em Alagoas. Deve mais de R$ 1 milhão. Tenho um documento aqui que prova isso. E nem por isso eu o usei contra a senhora - disparou Renan Calheiros ao se defender da tribuna do Senado pouco antes de ser absolvido pela maioria dos seus pares.
- É mentira, mentira - gritou a presidente do PSOL sentada no meio do plenário. Pouco antes, ela subira à tribuna para atuar como advogada de acusação.
Renan não deu bola para a reação de Heloísa. Em seguida, virou-se para Jefferson Perez (PDT-AM) e comentou: - Veja bem, senador Jefferson Perez. Eu poderia ter contratado a Mônica [Veloso, ex-amante dele] como funcionária do meu gabinete. Mas não o fiz.
Perez nada disse. Ouviu calado.

Então foi a vez do senador Pedro Simon (PMDB-RS). Renan disse olhando diretamente para ele: - A Mônica Veloso tem uma produtora. Eu poderia ter contratado a produtora dela para fazer um filmete e pendurar a conta na Secretaria de Comunicação do Senado. Eu não fiz isso.
Simon ouviu calado." RS URGENTE

Moral da história...
Ou todos vão pro xadrez, ou ninguém vai!

~o0O0o~

Ver a cara de cu do Sr. Merval Pereira, da Globo após aquela seção no Senado, NÃO TEM PREÇO! Valeu, Renan.

2 comentários:

sylvia konsentte disse...

nunca confiei no turco...

Claudia Cardoso disse...

nossa! estás cada vez mais sarcástico! e isso é bom! pedra neles!!!!!