22 de fev de 2009

Carta-testamento

Do blog do Kayser

Um comentário:

Anônimo disse...

Yeda: ‘Não responderei a bêbados de porta de bar’

A governadora Yeda Crusius rebateu ontem as acusações feitas pela deputada federal Luciana Genro (PSol), pelo vereador Pedro Ruas (PSol) e o presidente do partido, Roberto Robaina, de que saberia do uso de caixa 2 na campanha de 2006 e de pagamentos 'por fora' na negociação da sua casa, entre outros supostos delitos envolvendo o Palácio Piratini. Em entrevista à Agência Estado, Yeda negou as acusações e atacou o PSol, ao se referir à existência ou não de provas. 'Exigir provas? Eles devem exigir de si próprios. Minha mãe me ensinou a não responder a provocações de bêbados de porta de bar. O nível do fazer política no Rio Grande do Sul é altíssimo. Não merece esse tipo de provocação', disse a governadora.